quinta-feira, 8 de junho de 2017

Uma festa de muitas cores!!!

Por Rosana Nunes e João Mendes


De acordo com historiadores, a tradição da festa junina, que vem desde a Idade Média, foi trazida para o Brasil pelos portugueses, ainda durante o período colonial.

Nesta época, havia uma grande influência de elementos culturais portugueses, chineses, espanhóis e franceses. Da França veio a dança marcada que, no Brasil, influenciou muito as típicas quadrilhas. Já a tradição de soltar fogos de artifício veio da China, região de onde teria surgido a manipulação da pólvora para a fabricação de fogos. Da Península Ibérica teria vindo, também, o costume das danças camponesas, como a de fitas, muito comum em Portugal e na Espanha.  

Todos estes elementos culturais foram, com o passar do tempo, se misturando aos aspectos culturais dos brasileiros (indígenas, afro-brasileiros e imigrantes europeus) nas diversas regiões do país, tomando características particulares em cada uma delas.  

Como o mês de junho é a época da colheita do milho, grande parte dos doces, bolos e salgados relacionados às festividades são feitos com este ingrediente. Pamonha, curau de milho verde, milho cozido, canjica, cuscuz, pipoca, bolo de milho são apenas alguns exemplos desta mistura de culturas, sabores e tradições europeias, africanas e indígenas 

O tema da festa deste ano se inclui no contexto de nosso projeto: Migrantes, Imigrantes e Refugiados

Aqui no colégio as festas são oportunidade para garantir o contato com os familiares e toda a comunidade escolar, mas também uma forma de fortalecer o aprendizado.

No dia 10 de junho realizaremos a nossa tradicional Festa Junina, valorizando nossos ascendentes, a herança indígena e dos imigrantes representando toda a diversidade que compõe a identidade das pessoas de São Paulo, com muitas cores.


Estamos finalizando os preparativos e a decoração da festa foi inspirada nos azulejos portugueses, nas obras de Alfredo Volpi, no mar da Costa Amalfitana, nas chitas... Fizemos uma grande mistura... Isto é SÃO PAULO!


As crianças poderão brincar muito e se divertir nas barracas de brincadeiras tradicionais.

As danças também representarão a diversidade cultural com uma “pitada” das manifestações culturais de vários países.

G5 e 1°ano
La Bela Polenta/ Penerô Xerém  de Luiz Gonzaga

2°ano e 3°ano 
Saudade do Imigrante Português / Malhão da Alegria/ Que nem Jiló de Luiz Gonzaga

4°ano e 5°ano 
Chegança de Antônio Nóbrega / Maculelê/ Bailando

Fundamental II
Pot-pourri: Quadrilha tradicional/ Tarantella/ Trauner Bockleder/ Aam Bimzah de Najwa Karam/ Meu Brasil Brasileiro de Gal Costa

Ensino Médio
Quadrilha Tradicional 

No final, todos serão convidados a participar da Grande Quadrilha!


Esperamos por vocês!

Um comentário:

  1. Belo trabalho. Quero apreciar tudo de perto. Parabêns escola!

    ResponderExcluir